Início » Economia » Operários da Refinaria Abreu e Lima retomam atividades.

Operários da Refinaria Abreu e Lima retomam atividades.

Selecione a Categoria

Principais posts

Os trabalhadores da construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco voltaram as atividades nesta quinta-feira após uma audiência no MPT. Os operários reivindicam melhores condições de trabalho.

Porém nem tudo são flores. Os empregados demitidos durante a paralisação estão tendo bastante dificuldade para conseguir novos empregos, devido o “estigma” trazidos pelos demitidos do Consórcio Conest. Em geral esta paralisação gerou alguns conflitos e até agressões, e por conta disso as empresas, num gesto de preconceito puro, estão preterindo estes trabalhadores.

Leia também:

Greve atrasa obra da Refinaria Abreu e Lima.
PortoGente – Suape: Após os protestos, o estigma
Texto publicado em 18 de Fevereiro de 2011 – 08h09
Operários demitidos do Consórcio Conest – formado pelas empresas Odebrecht e OAS – estão encontrando portas fechadas no mercado de trabalho. Empreiteiras com contratos no Complexo de Suape estão rejeitando profissionais que passaram pelo consórcio, vinculando os trabalhadores aos conflitos no canteiro da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), que paralisaram as obras do empreendimento por 15 dias.

Extraído do JC online:

Grande Recife // suape

Trabalhadores do consórcio Conest voltam ao trabalho nesta quinta-feira

Publicado em 17.02.2011, às 18h36

Do JC Online

Os trabalhadores do consórcio Conest, da Refinaria Abreu e Lima, em Suape, voltaram ao trabalho nesta quinta-feira (17), após 15 dias de greve. Uma das condições impostas para o retorno foi que não fosse descontado do salário os dias de paralisação.

Em assembléia no Ministério Público de Pernambuco nesta quarta-feira (16), representantes do próprio consórcio, junto ao Governo do Estado e a Prefeitura de Ipojuca reivindicaram melhores condições de trabalho.

Na lista, estão a construção de vestiários, folgas regulares para os trabalhadores de outros estados, que atualmente acontece a cada quatro meses. O pedido é que aconteça todo mês. Além disso, os trabalhadores pedem salários iguais, passagens aéreas para funcionários que morem a mais de mil quilômetros da Refinaria, e cartão alimentação de R$ 300.

O coordenador da Comissão de Lutas Populares, Antônio Ramos, informa que a comissão tem 30 dias para implementar, junto com as empresas, a pauta de reinvidicações e alerta sobre o prazo acordado junto ao Ministério Público: “Se esse prazo estourar e os trabalhadores não forem atendidos na maioria do seu pleito, vamos reunir não só o conselho da Conest e sim com todos os trabalhadores do Complexo de Suape.”

De acordo com Antônio, a pauta fechada na reunião da quarta-feira tem 11 pontos, todos vitais. “Mas era mais do que isso. Melhores condições de trabalho tem vários subpontos, de acordo com a função do trabalhador”, diz. E    completa: ” Nós queremos ser tratados, somente, com dignidade. Queremos salários justos, porque a categoria tem disposição, contrói a riqueza desse País.”

Clipping – Notícias do Dia

  • Trabalho

  • Suape: Após os protestos, o estigma
    Texto publicado em 18 de Fevereiro de 2011 – 08h09


    Operários demitidos do Consórcio Conest – formado pelas empresas Odebrecht e OAS – estão encontrando portas fechadas no mercado de trabalho. Empreiteiras com contratos no Complexo de Suape estão rejeitando profissionais que passaram pelo consórcio, vinculando os trabalhadores aos conflitos no canteiro da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), que paralisaram as obras do empreendimento por 15 dias. Ontem, depois de uma assembleia em frente a uma das portarias do empreendimento, os funcionários concordaram em voltar ao trabalho, aceitando o acordo assinado entre comissão de trabalhadores e Conest, em audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT), na quarta-feira passada.
    About these ads

    2 Comentários

    1. bruno disse:

      simplesmente a conest é pura farça, ela dis que esta precisando de profissionais qualificado mais não da oportunidade para os qualificados , sou eletricista experiência conprovada em carteira fiz seleção , exames medicos tudo certinho mas na hora de assinar contrato comigo mandam um engenheiro chamando manuel me entrevistar ja depois de ter feito todos os processos ele disse que só queria elétricista montador comprovado na carteira em quanto mais de 30 pessoas entraram sem ter montador na carteira profissional , e apesar que lá na conest eles dão treinamentos para aqueles que entram para executar a profissão isso é uma safadeza e falta de carater com todos os profissionais que querem uma oportunidades de emprego , por causa de um simples fucionario que fica trazendo os problemas de casa para descontar nos profissionais brasileiro que querem uma oportunidade de emprego a conest não têm profissionais para fazer entrevista com nos trabalhadores

    2. akilla disse:

      saudaçoes a todos ! caros amigos,meu caso e quase igual a do colega bruno que tambem e eletricista.po
      is sai de outra empresa para emgressar na conest,em busca de melhorias pra mim e minha familia .mais
      houve a greve e eu e muitos colegas ficavamos sempre dentro do onibus,mais os vandalos nos ameaça –
      vam com pedaços de pau . tentamos ate entrar para pra trabalhar mais tambem fomos empedidos.a petro
      sabia de tudo,as empresas tambem.muitos colegas queriam trabalhar. meus emcaregados da eletrica no
      nos pediram para nao aderir a greve mais mesmo assim fomos penalizados, hoje eu me arrependo de ter
      saido de onde eu estava pra entrar nesta farsa que e a conest que nao viu as boas intençoes de quem re
      almente quis trabalhar . fui demitido e nao consegui em nenhuma outra empresa . fora isso e a persegui –
      çao de alguns encarregados e engenheiros que veem de fora .pois so eles se acham os melhores e falam
      que aqui nao tem eletricista ,por ex:existe um encarregado de nome edesio que e do hdt( conest) .e um
      supervisor da bahia que gostam muito de coagir e ameaçar os nordestinos , os trabalha dores nao tem li –
      berdade de expressao, como por ex: serta vez contestei ao supervisor sobre um serviiço de remanejar tu
      bos de 4” e nao teve apr e nos tra balhamos prox. de maquinas so pra satisfaser o ego dos v iloes . ai eu
      pergunto para que serve o sms para que serve aentegracao .pois quando se chega no campo quase nada e comprido e muitos nao relatam aos fiscais da petrobras pra nao sofrerem ameaças . e uma pena pois ex
      iste muitos pernambucanos maravilhosos e trabalhadores mais nois nao temos valor algum os filhos de pe
      rnanbuco sao tratados com desigualdade e so os que vem do sul sao a raça superiora . sao essas e ou –
      tras coisas que para os olhos da petrobras estam inpuneis .gostaria de obter resposta se possivel .
      um abraço a voceis por esse espaço . ass. djalma

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    Seguir

    Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

    Junte-se a 158 outros seguidores

    %d blogueiros gostam disto: