Sinesio Pontes Blog

Início » 2010 » outubro

Arquivo mensal: outubro 2010

Que nossos sonhos desafiem nossas possibilidades.

Houve um tempo no Brasil, que os jovens eram tratados a cassetetes, que os governadores e prefeitos das capitais eram indicados.

Houve um tempo no Brasil que a política era resolvida por patentes , não existia democracia, só existia o poder.

Quem se opunha, tortura.

Quem protestava, vala.

Houve um tempo que liberdade de expressão era perversão.

No Brasil  os trabalhadores passavam fome, sem aumento de salário, inflação galopante, desemprego recorde. A miséria era companheira de quem não era elite.

Leite? carne? iogurte? Não dava para comprar.

Comprar carro? Viajar de avião? Só em televisão (preto e branco).

Muita coisa mudou no nosso Brasil. Talvez essa geração de jovens não tenham nem a exata noção do que aconteceu durante a ditadura.

Daí veio a redemocratização. Anistia. Campanha das Diretas. Mobilização popular como nunca antes vista em nosso seio.

Eleição de Tancredo Neves, Esperança. Morte de Tancredo, desolação. Medo.

E nossos sonhos continuaram vivos. Mesmo que na figura do agora presidente José Sarney, um antigo servidor dos militares estava encarregado de levar nossa nação a passos longos à democracia.

Assembleia Constituinte, primeiro passo. A elaboração da nossa nova Constituição em 1988, foi um marco determinante para estruturação desse novo Brasil que nascia. Com Sarney vieram pacotes e mais pacotes visando diminuir a inflação no país. O povo sofria com desabastecimento e carestia.

Porém, tínhamos que escolher o presidente. Esse agora era o sonho.

E nossos sonhos continuaram vivos.

Em 1989, Eleições para presidente. Com o apoio de muitos setores da imprensa, inclusive a Globo, elegeu-se um dos maiores usineiros de Alagoas para Presidência- Fernando Collor de Mello. O discurso do medo já aparecia. Afinal de contas ele já era Governador, tinha experiência, blábláblá.

Em 1992 Collor é traído pela mesma imprensa que o elegeu, e é entregue pelo próprio irmão, que denuncia um esquema de corrupção.

Novamente movimentos populares num Brasil jovem. Caras pintadas pediam o impeachment. Se o povo colocou, agora queria tirar. Democracia é isso. (?)

Traição, Jogo de cena, Renúncia, Impeachment. O primeiro presidente eleito após a ditadura estava deposto. Patético foi assistir os mesmos políticos que julgaram Collor, um ano depois serem cassados no Escândalo dos anões do orçamento.

E nossos sonhos continuaram vivos.

Mais um vice assume, agora é o Itamar. Governo marcado pela elaboração do Plano Real, era 1994. Brasil Tetra campeão depois de 24 anos. Povo feliz, inflação controlada. A ideia de fazer uma desindexação da economia deu certo. Criamos uma unidade de valor que depois virou moeda. O Real.

Um programa que teve uma colaboração de muitos, mas apenas um levou a glória. Fernando Henrique Cardoso. O sociólogo.

Um programa que deu certo, economia estável, discurso do medo, mudanças de regras antes das eleições, apoio da mídia.

Todos esses ingredientes levaram FHC à presidência ainda no 1º turno. Fato até então inédito.

E nossos sonhos continuaram vivos.

Com FHC o povo esqueceu a palavra INFLAÇÃO e aprendeu PRIVATIZAÇÃO. Telefonia, energia, mineração, petróleo, siderurgia não eram mais obrigação do Estado. Estávamos na época do estado mínimo, como os EUA, com uma diferença. Ainda éramos 3º mundo.

Em 1997 a democracia leva um golpe, a Reeleição. Comprada por R$200 mil para cada deputado a favor, o ancestral do mensalão já estava vivo e entranhado nos corredores do Congresso.

Mas e o Príncipe? O doutor Sorbonne mantém a economia até as eleições de 98. Novamente o discurso do medo venceu e FHC foi reeleito no primeiro turno. Vale salientar que houve um enorme quantidade de votos inválidos (brancos e nulos).

E nossos sonhos continuaram vivos.

Em janeiro de 1999. O Brasil quebra. Só deu pra segurar o Real até ganhar as eleições. O dólar dispara, o FMI passa a comandar as políticas de investimentos do Brasil, como também politicas publicas. Nosso presidente tira o sapato em reunião em Washington, que vergonha.

Ao total foram 03 crises nos países emergentes (México, Rússia, Tigres Asiáticos) todas essas colocaram o Brasil de pires na mão. Salário mínimo ridículo. Tanques para negociar greves.

Em 2001 Racionamento. O povo pagou a conta e foi obrigado a REDUZIR o consumo. Industrias, empresas também entraram no corte. Ou poupava ou apagava.

E nossos sonhos continuaram vivos.

Em 2002 o povo decidiu mudar. O povo decidiu crescer. O plano Real foi ótimo, mas era preciso distribuir, não podíamos mais parar, estagnar. O discurso da Esperança agora venceu o do medo.

Pela primeira vez, um trabalhador chegava a presidência. Um homem que fugiu da seca, foi sindicalista agora alcançava o posto máximo da República. Seu nome Luis Inácio Lula da Silva.

E nossos sonhos continuaram vivos.

Lula promete que todos os brasileiros comerão as três refeições, que o Brasil crescerá e distribuirá renda.

Em 2005, denuncia de mensalão no congresso. O principal coordenador do projeto Lula foi cassado. Foi duro cortar a própria carne. A oposição preparava o golpe, um novo impeachment, que não foi pra frente. Preferiram sangrar para em 2006 matar.

Empregos sendo gerados, economia forte, recomposição das empresas publicas sucateadas no antigo governo, auto-suficiencia na produção de petróleo.

Com tudo isso o povo brasileiro absolveu Lula dos pecados praticados pelos seus companheiros e em 2006 é Reeleito nas urnas.

E nossos sonhos continuaram vivos.

Fortalecimento do Bolsa-Família para as famílias pobres; Pro-UNI universidade grátis, Criação de 15 milhões de empregos nos 08 anos,  taxa de desemprego a mais baixa da história; Criação de Universidades Federais e Escolas técnicas federais; Crescimento no ano da pior crise econômica que atingiu os EUA e a Europa; Retirada de 28 milhões da miséria; Ascensão de 35 milhões à classe média; Aumento no crédito; Minha Casa Minha Vida; Fortalecimento do Merco-Sul; Reajuste do Salário mínimo acima da inflação; 83% de aprovação popular.

Lula é ovacionado na Reunião do G-8, o Brasil nunca tinha sido convidado antes de Lula. É premiado estadista Global. O presidente americano elogia Lula.

O Brasil ganha o direito de sediar Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016. Graças ao prestígio de Lula.

A imprensa internacional vira as atenções para o Brasil. Que passa a ser respeitado.

Chegamos em 2010.

Nós acordamos e vemos que nossos sonhos são possíveis. Nossos sonhos estam acontecendo. Hoje o brasileiro tem orgulho do país e do presidente.

Hoje, 31/10 iremos escolher a pessoa que irá suceder Lula. Hoje iremos decidir qual Brasil queremos pro futuro. Hoje teremos a chance de retribuir o que nos foi oferecido.

Sem mágoas, nem ressentimentos. Sem ódio, nem rancor.

Alegria, Paz, Esperança andarão sempre juntas.

Hoje é o dia de escolhermos a primeira mulher presidente dessa nação.

Hoje é o dia de VOTAR DILMA PRESIDENTE.

E nossos sonhos virarem realidade.

FHC não tem costume de andar na rua. Ficou sem sola.

 

O principe nunca andou nas ruas.

 

 

O ex-presidente FHC nunca caminhou nas ruas, ele não sabe o que é isso.

Nem nas campanhas de 94 e 98, o PiG se encarregou da sua campanha na época, e ele não precisou cansar.

Dessa vez ele até que tentou ajudar seu candidato Zé Mentirinha, não deu. Vai ver foi o próprio Zé que boicotou seu sapato.

Zé é acostumado com fogo amigo, perguntem a Aécio, quem mandou quebrar os dados na receita?

FHC não apareceu no programa de Zé, nem no primeiro turno e nem agora no segundo. FHC é sinonimo de privatização. Serra também.

O povo não esqueceu. Lula apareceu mais do que FHC no programa tucano.

E assim termina a campanha eleitoral para os tucanos-privatistas. Com a sola na mão.

Extraído da Folha de São Paulo.

 

Imagem do dia: 30/10

Sem Comentários.

Amanhã é o dia.

Vamos com Dilma.

Zé Mentira quer enganar você. Alguns não deixaram.

 

Qual a próxima mentira?

 

 

Serra foi repreendido diversas vezes por usar o nome indevido de pessoas que supostamente estariam a favor de sua candidatura.

Quem não lembra da voz falsa de Elba Ramalho no programa eleitoral. Elba Ramalho admite “Votei em Marina, agora sou Dilma.”

http://colunistas.ig.com.br/poderonline/2010/10/19/elba-ramalho-declara-apoio-a-dilma/

 

Marina Silva já repreendeu o mentiroso também. Leia aqui

 

Zé Mentira não cansa de trolóló.

 

 

Sandra de Sá também.

O pior foi a pesquisa realizada por eles que dá a vitória a Dilma, mas eles comemoram por que é por pouco.

http://blogs.estadao.com.br/radar-politico/2010/10/26/pesquisa-registrada-por-indio-da-costa-mostra-dilma-com-vantagem-de-55-sobre-serra/

 

Amanhã, eles que esperem. a#ondavermelha tomou conta do país. #Voude13 #SouMaisDilma.

Censura na internet. Nem na China.

Pra que serve Liberdade de expressão?

Para o povo poder se expressar, emitir opiniões, fazer sua voz ser ouvida.

Mas não é assim que o candidato Zé Mentira pensa.

Ele esquarteja quem fale contra.

Só nessas eleições, o Zé Mentira já demitiu, afastou e confiscou entrevistas. Leia como.

Hoje foi o fim da picada. Zé Mentira conseguiu o que nunca tinha sido feita nem na China. Censurou a Internet.

Internet que é o território mais livre do mundo, menos para Serra.

Isso é só o começo jovens, imaginem esse homem lá.

Por essas e por outras é que eu Vou com Dilma.

Podem me censurar. Não me calarão.

Pela primeira vez, TSE concede direito de resposta no Twitter

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) concedeu pela primeira vez na história um direito de resposta no microblog Twitter. Ao discutir o tema, ministros se mostraram preocupados em como tornar efetiva esta decisão.

O tribunal aceitou pedido da coligação “O Brasil pode mais”, do tucano José Serra, contra o deputado estadual Rui Falcão (PT-SP), que terá de postar dois tweets –mensagens de no máximo 140 caracteres– escritos pela campanha de Serra, em resposta a outros dois comentários feitos por ele no dia 19 de outubro.

Na ocasião ele disse, em um primeiro tweet: “Cuidado com os telefonemas da turma do Serra. No meio das ligações, pode ter gente capturando seu nome para usar criminosamente…”. No segundo, o petista completou: “…podem clonar seu número, pode ser ligação de dentro dos presídios, trote, ameaça de seqüestro e assim por diante. Identifique quem liga!”.

O relator do caso, ministro Henrique Neves, entendeu que as mensagens foram ofensivas e que mereceriam resposta. Ele então fez duas sugestões.

A primeira seria responder em dois tweets o que foi escrito por Falcão. A segunda seria publicar essa resposta, por tempo determinado, no espaço destinado à biografia do petista.

Por unanimidade, os ministros determinaram a publicação imediata por Falcão, a partir da intimação da decisão, das respostas enviadas pela campanha de José Serra em dois tweets.

As mensagens a serem publicadas afirmam que Falcão foi penalizado pelo TSE com esse direito de resposta e que a coligação do tucano sempre “agiu com lisura, de forma íntegra e respeitando todos os eleitores”.

Serra sumiu de comício.

Serra fugiu do povo que lhe aguardava para um comício.

” Perdeu meu voto. Eu estava inclinado a votar nele, mas agora vou votar em Dilma Rousseff “

Ele já fugiu em 1964, deixando pela 1ª e única vez a UNE sem presidente.

Desde 64 que ele não cumpre o que promete, é sempre assim.

Talvez tenha ficado com medo de um chuva de ‘bolinhas de papel”.

Dá para confiar num homem desse?

Extraído do Blog da Folha de Pernambuco.

A caminhada do presidenciável José Serra (PSDB) pelo centro do Recife terminaria com um comício na praça do Diário. Terminaria, pois o tucano parou na rua do Sol e pegou a van com destino ao aeroporto. O evento durou menos de uma hora. A caminhada continuou sem o presidenciável até a praça, porém poucos políticos atravessaram a avenida Dantas Barreto, e aqueles que o fizeram não sabiam explicar o motivo da saída de Serra.

O carro de som que serviria de palanque foi cedido pelo vice-prefeito de Paulista, Dufles Pires (PSDB). O comício que não aconteceu acabou gerando algumas críticas. “Vim aqui para ver Serra, mas ele sumiu no meio da caminhada. Não discursou nem nada para o povo, a praça estava lotada para ouvi-lo. Perdeu meu voto. Eu estava inclinado a votar nele, mas agora vou votar em Dilma Rousseff (PT)”, afirmou o motorista Valter de Lucena. Outros, como o comerciante Marcos Barros, adotaram o tom ponderado. “Claro que gostaria de ouvir o seu discurso, mas fica para uma próxima oportunidade”, alegou.

Joelmir Betting já entendeu.

Aos poucos a velha mídia vai mudando de opinião.

Quanto mais próximo a definição da eleição, mas fica claro a opinião de cada um.

É notório a diferença entre os governos FHC e Lula.

Quem compara, vota em Dilma.

Entenda porque.

Extraído do Tijolaço.

Por que votar em Dilma em 42 segundos.

Em 42 segundos, o jornalista Joelmir Betting apresentou cinco fortes razões para se votar em Dilma. Não foi declaração de voto, nem campanha eleitoral. Betting estava na bancada de um telejornal da BandNews e apenas fez uma comparação entre o Brasil às vésperas da primeira vitória de Lula, em 2002, e o país de hoje.

Os números são arrasadores. O Brasil de Serra e FHC era o país da roda presa, com indicadores medíocres e um endividamento astronômico. Um país frágil, sensível a qualquer soluço da economia internacional, sem condições de se sustentar sozinho. Tanto que foi três vezes ao FMI de pires na mão.

O Brasil de Lula e Dilma é um país pujante, crescendo a taxas consistentes, capazes de possibilitar a sua população mais emprego e melhores salários. Um país soberano, ouvido em todos os fóruns internacionais e admirado por sua capacidade de superar a mais grave crise do capitalismo desde 1929.

Transcrição do vídeo para quem não pôde assistir.

“E no mais na economia brasileira, não há como eleição depois da outra.

Por exemplo, no 2º turno de 2002, nós estavámos no fundo do poço. Agora no melhor dos mundos em 40 anos.

Por exemplo, em 2002, Inflação de 12,5% agora 5,1%.

O dólar de R$ 3,94 para R$ 1,70.

PIB de 2,7% para agora acima de 7%.

Desemprego de 12,7% para 6,2%.

E o chamado Risco País, o da dívida externa acima de 2400 pontos para 174 pontos apenas hoje. O menor de história.”                                Joelmir Betting

%d blogueiros gostam disto: