Sinesio Pontes Blog

Início » Economia » Correção na tabela do IR. Realidade.

Correção na tabela do IR. Realidade.

Selecione a Categoria

Aconteceu como planejado, logo após conseguir aprovar o valor do salário mínimo no Congresso, o Governo acena com a correção da Tabela do IR, bastante defasada.

O acordo veio depois de um longo debate com a CUT e as Centrais Sindicais.  O interessante é que as novas correções seguirão o passo dos novos valores do salário mínimo, ou seja, haverá uma política de correção durante 04 anos. Isso claro, projeta a médio prazo um ganho real em relação a inflação. A meta é zerar em 2020.

Do Planalto, Dilma está conseguindo nortear seu Plano de Governo, com base nas experiências anteriores do saudoso Lula. Com o passar dos dias identificamos a “nova cara” desse governo que na verdade nada mais é, (e que continue assim), do que a continuação do  nosso querido Presidente.

Amigos navegantes, enquanto a oposição e o PiG esperneiam. Dilma trabalha.

Leia também:

Má Notícia.
Boa Notícia.

 

 

Extraído do R7.

Centrais aceitam correção de 4,5% da tabela do IR

Trabalhadores apresentaram medida que já prevê reajuste para os próximos 4 anos

A tabela do Imposto de Renda deve ser reajustada em 4,5% neste ano, seguindo o número proposto pelo governo para definir quem declara e quem está isento de prestar contas ao fisco. A medida foi debatida nesta sexta-feira (11) pela presidente Dilma Rousseff e pelos representantes das maiores centrais sindicais do país.

A modificação na tabela serve para evitar que quem ganhou aumento no salário acabe entrando sem querer na faixa dos que são obrigados a se justificar com o leão. Em outras palavras, crescem as faixas de rendimento que separam os isentos dos que prestam contas.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), disse que os sindicalistas acabaram aceitando o número do governo, mas apresentaram outra medida que já preveja as correções da tabela entre 2012 e 2015.

A aplicação dos 4,5% sobre a tabela neste ano (que será usado para a declaração de 2012) equivale ao centro da meta de inflação definido pelo governo. O projeto apresentado hoje prevê a mesma regra para os próximos quatro anos. – Fizemos um apelo para a presidenta que fizesse [a correção com] um número diferente dos 4,5% ou fizesse a correção pelos quatro anos de governo e ela disse que vai levar essa reivindicação em alta conta. Portanto, cremos que essa reivindicação foi atendida. Inicialmente, os representantes dos trabalhadores queriam que o governo reajustasse a tabela em 6,47% neste ano, o equivalente ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado em 2010. O governo, por sua vez, não falou em outro número além dos 4,5%. A política de correção da tabela do IR deverá ser implementada por medida provisória, segundo o sindicalista. Outro líder sindical, José Lopez Feijóo, da CUT (Central Única dos Trabalhadores), disse que na conversa com os sindicalistas, Dilma também disse que criará uma mesa permanente de negociação com as centrais. Na reunião, foi definido que será instalada uma mesa de negociações entre governo e centrais sindicais, que se reunirá periodicamente. Serão discutidos temas que estão na pauta das centrais sindicais como a correção da tabela do IR, o fim do fator previdenciário, as terceirizações e o fim da contribuição sindical. – Achamos muito positiva a instalação desse fórum permanente de discussão. O tema da primeira reunião da mesa de negociações será a desindustrialização do país. A intenção é que participem os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: