Sinesio Pontes Blog

Início » 2012 » fevereiro

Arquivo mensal: fevereiro 2012

Enquanto a Grécia se vende. Portugal não se cala.

HIT do momento na terrinha.

OPA.

O que eles ainda querem?

Ela também foi torturada pelos militares.

O Brasil sofreu 21 anos de Ditadura Militar. De 1964 a 1985 a botina dos Generais pisaram a cara dos brasileiros e as marcas deixadas são profundas e ainda doem. Quanto a isso não temos dúvidas né?

Então me questiono. Qual a credibilidade de um grupo de pessoas que empurraram esta nação para seus piores anos? Que torturaram, censuraram, mataram, esquartejaram sob uma desculpa banal, sob uma “ameaça” inexistente.

Para mim NENHUMA.

E para você?

Agora este mesmo “grupinho” se aproveita do Direito de Livre Expressão (que foi extinta por eles nos anos de chumbo) para “criticar” as nomeações da Presidenta Dilma. Parece mentira né?

Se incomodaram com a nomeação de uma torturada. De uma ex-combatente da Ditadura que dividiu a cela com nossa Presidenta e que também sofreu as agruras dos porões do DOPS. Eleonora Menicucci não teve o direito de se expressar nos anos 70, vocês lembram?

Enquanto o Brasil não seguir os excelentes exemplos dos nossos irmãos sulamericanos, que prenderam ou pelo menos expurgaram seus torturadores, terá que conviver com personalidades facistas como estas que defendem desde censura de novelas (que retrate os anos da ditadura) como assassinatos de Gays ou Fim das Cotas em Universidades públicas. Esta mesma gente consegue, por meios de manobras políticas, inviabilizar a abertura dos porões.

Um governo legítimo, escolhido pelo povo não se curva a uma patota de abutres torturadores impunes.

Leia também:

Viúvas da ditadura plantam notícia contra ministras da Dilma – Brazil 247.

Quem não aprovou a escolha de Amorim? Os mesmos de 1964.

Tortura Nunca Mais. Não no Brasil.

Emir Sader: Quanto vale a palavra de torturadores?

Dedo na ferida.

PS. Voltei.

Breve pausa.

Retorno para terrinha; Carnaval pernambucano e uma licença-paternidade são os motivos que me fazem não aparecer por aqui por um tempo.

Em breve (muito breve) Retornarei.

Por enquanto relembrem:

 Afinal quem é o maior? 

Segundo sorriso

“Nada do que foi será. De novo do jeito que já foi um dia” essas palavras imortalizadas por Lulu Santos na Canção Como uma Onda retratam bem este meu momento. Jamais imaginei que ao passar novamente por isto, ainda me emocionaria, me preocuparia. E eu que achava que sabia de tudo sobre ser PAI.

NÃO.

Às 22:18 do dia 01/02/2012 nasceu Felipe do Nascimento Pontes, meu segundo filho, meu segundo herdeiro. Meu SEGUNDO SORRISO.

Não haveria como não compartilhar tal momento de felicidade e satisfação. Afinal de contas, apesar de ser o segundo, tudo foi novidade. A começar pelas sensações (da mãe é claro) e da hipertensão gestacional adquirida no finalzinho da gravidez, essa sim me preocupou bastante.

O que não foi novidade foi a ALEGRIA em vê-lo nascer, em cortar seu  cordão umbilical, em carregá-lo pela primeira vez em meus braços, em escutar seu choro e acalentá-lo.

Felipe veio ao mundo com saúde e sob muita esperança de toda a família. Eu, ainda abestalhado com tudo isso me encontro entre trocas de fraldas (de 1ª e 2ª opções), e sonos interrompidos na madrugada.

E apesar de tudo muitíssimo FELIZ com a Graça que Deus me deu.

%d blogueiros gostam disto: