Sinesio Pontes Blog

Início » Posts etiquetados como 'Dilma'

Arquivo da tag: Dilma

Governo derruba conta de energia elétrica e PSDB vai à justiça contra Dilma.

Sérgio Guerra é mesmo uma piada. Através de uma nota, em nome do PSDB, ele criticou a participação de Dilma na cadeia nacional de rádio e tv onde anunciou a queda na tarifa de energia elétrica em todo o Brasil.

O bobalhão afirmou que usará meios legais para defender a democracia tucana. A democracia de FHC e Serra.

Será que os tucanos reprovam as quedas na tarifa? Ou doeu na ferida quando Dilma atacou a privataria tucana?

A verdade é que a conta de energia ficará 16% mais barata em 2013 e a aprovação de Dilma, mais de 80%.

PSDB usará meios legais contra fala de Dilma na TV

Sobe Dilma. Chora PiG.

Enquanto a mídia esperneia. O povo gosta.

77% de aprovação, nem Lula.

Enquanto isso os desenhos do SBT já desbancam Fátima Bonner.

Viva o Brasil….

Contra fatos, não há argumentos…

Vetar ou não Vetar? Eis a questão.

Dilma decidirá hoje se Veta, ou não, o novo Código Florestal.

Integralmente ou parcialmente? Eis a questão.

O clamor público pressiona a Presidenta ao Veto total, enquanto a bancada ruralista pressiona pela sanção.

Em ano de eleição, a quem é melhor agradar então?

Dilma dedicará tarde a análise, mas deve vetar Código Florestal – Terra

Dilma, popularidade esmagadora.

Contra fatos não há argumentos.

Bye bye tucanalhas 2014.

CNI/Ibope: popularidade de Dilma cresce para 77%

A popularidade da presidenta Dilma Rousseff aumentou cinco pontos percentuais, passando de 72%, em dezembro de 2011, para 77%, em março de 2012. Os dados fazem parte da pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope, divulgada hoje (4).

O percentual de pessoas que confiam em Dilma subiu de 68% para 72%, no mesmo período. Já a parcela da população que considera o governo ótimo ou bom manteve-se estável em 56%.

A pesquisa da CNI/Ibope ouviu 2002 pessoas em 142 municípios entre os dias 16 a 19 de março. A margem de erro é 2 pontos percentuais.

 

*Com informações da Agência Brasil

Popularidade recorde.

Nada mal para apenas 1 ano de Governo.

Popularidade de Dilma ao final do 1º ano de mandato é histórica. Nem mesmo os frequentes ataques do PiG ao mandato da nossa Presidenta foram capazes de diminuir a confiança depositada pelo povo à Dilma.

Para quem a intitulava de “poste”, eis a resposta.

Aprovação do governo Dilma supera a de Lula no primeiro ano, diz Datafolha

Presidente tem melhor aprovação entre todos os presidentes desde a volta das eleições diretas

21.01.2012 | Atualizado em 21.01.2012 – 18:28

Da Redação

A presidente Dilma Rousseff teve aprovação recorde ao fim do seu primeiro ano de governo, segundo pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo. O índice de aprovação de Dilma é o maior alcançado no início de governo entre todos os presidentes que a antecederam desde a volta das eleições diretas.

De acordo com a pesquisa, 59% dos brasileros consideram o governo Dilma bom ou ótimo; 33% classificaram a gestão de regular e outros 6% a consideram como ruim ou péssima.

Para efeitos de comparação, ao fim dos seus primeiros anos de governo Fernando Collor tinha 23% de aprovação, Itamar Franco contava com 12% de aprovação, Fernando Henrique 41% no primeiro mandato e 16% no segundo. O presidente com melhor avaliação até então era Lula, com 42% de aprovação no primeiro mandato e 50% no segundo.

Foram ouvidas pelo Datafolha 2.575 pessoas nos dias 18 e 19 de janeiro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Quem não aprovou a escolha de Amorim? Os mesmos de 1964.

Dilma acertou mais uma vez.

Porque a Velha Mídia brasileira odiou a escolha de Celso Amorim para o Ministério da Defesa?

Dilma é a Comandante-em-Chefe das Forças Armadas e tem toda a liberdade para a escolha dos seus ministros. O ministério da defesa não é exclusividade dos militares e não sei de onde surgiram possíveis insatisfações.

Não foram os militares que não gostaram da nomeação de Amorim, foi o PiG. A demissão de Nelson Jobim, tucano infiltrado, provocou a ira dos veículos retrógrados da mídia brasileira, assumidamente contra-Dilma.

A Comissão da Verdade e o fim do sigilo eterno dos documentos estão na pauta do dia e tiram o sono dos delinquentes militares linha-duras que torturaram e mataram durante o período da Ditadura e de seus principais apoiadores, veículos da imprensa que enriqueceram e se solidificaram enquanto os militares comandavam.

A ninguém interessa um afago a militares. A não ser que exista um movimento de golpe, a não ser que Jobim pretendesse substituir Dilma sustentado por tanques e caças como fizeram com Jango. Os descontentes com sua saída são os mesmos que saíram as ruas em defesa do Golpe em 1964.

A Presidenta demonstra sua personalidade rígida que não permite insubordinações, ela continuará agindo no estilo “doa a quem doer”. E já passou o recado na reunião após a troca dos ministros, não se enganem com o PiG porque ela não foi tranquilizá-los jamais, isso não é do estilo dela e todos já sabem.

Qual é o legado de Jobim a frente da pasta? Sinceramente nenhum, muito diferente do seu sucessor, Celso Amorim,  que é de reconhecido nacionalismo e exemplo mundial na diplomacia.

A era de Ministro fardado acabou. A Defesa nas mãos de um nacionalista e não de um traíra.

Amigos navegantes, o PiG odiou a nomeação da Amorim para a Defesa, Dilma acertou mais uma vez.

Leia também:

Celso Amorim substitui Jobim – Carta Capital

PiG (*) instiga militares ao Golpe. Qual a novidade? – Conversa Afiada

A Globo vai partir pra cima de Amorim: isso prova que Dilma escolheu bem! – O Escrevinhador

Já foi tarde. | Sinesio Pontes Blog

Já foi tarde.

Nelson Jobim dá Adeus ao ministério da Defesa e assim termina o ciclo tucano no governo petista.

 Não existia mais clima para Jobim no Governo após suas últimas declarações. Mesmo apadrinhado por Lula, o ex-ministro não teve outra opção a não ser escolher o caminho da rua. Dilma não tolerou as recentes provocações do ex-ministro.

Celso Amorim, escolhido o melhor Chanceller do mundo pela Revista americana Foreign Policy, terá a importante missão de assumir o Ministério da Defesa diante o surto de Jobim, pelo menos não chega para apagar incêndio por denúncias de corrupção.

Amorim encabeça a lista dos “anti-americanos” elencados pelo embaixador americano, na qual Jobim era o único confiável.

Bom sujeito esse Jobim hein?

Bom para os americanos (e para os tucanos também).

Pra Dilma, já era.

Leia também:

Jobim entrega carta de demissão e Amorim é novo ministro da Defesa – Portal R7

“Ou você pede pra sair ou saio com você.”  | Sinesio Pontes Blog

%d blogueiros gostam disto: