Sinesio Pontes Blog

Início » Posts etiquetados como 'Globo'

Arquivo da tag: Globo

Recado dado! Alô alô Globo, aquele abraço.

Anúncios

Globo é imparcial na cobertura das eleições (americanas)

Sucursal tupiniquim cobrindo eleições do patrão.

Nossa imperiosa TV montou tenda em Washington para cobrir as eleições presidenciais americanas. Até Bonner desembarcou por aquelas bandas para cumprir o ritual de bajulação eterna.

Conseguiram até ser imparciais.

Mas qual será a diferença entre Democratas e Republicanos?

Na opinião da Globo, nenhuma.

Para nossa mídia provinciana, independente de quem ocupe a Casa Branca, a subserviência tá garantida pelos próximos 500 anos.

E para nós, povão, pra que servem as eleições americanas?

Nada, absolutamente nada.

Há assuntos pelas bandas de cá que necessitam mais atenção em nossa mídia.

Há uma guerra em São Paulo e infelizmente ninguém, absolutamente ninguém, pendura esta carnificina no pescoço do, no mínimo incompetente, governador Geraldo Alckmin. Por muito menos do que isso, Sérgio Cabral aceitou ajuda do Governo Federal, subiu o morro com tanques e instalou UPPs nas favelas cariocas. Se foi esta a atitude mais certa, só o tempo dirá.

A cobertura da imprensa brasileira beira o irresponsável abafamento. A Policial militar que foi executada na porta de casa  não teve direito a auxílio do Estado de São Paulo, pelo simples fato de “estar de folga”. Nessa guerra urbana e declarada, quase uma centena de pais de família (e mães também) morreram e foram contados todas as noites à voz de Cristhiane Pelajo e William Waack. Culpados? Nenhum.

Até o mensalão esqueceram. Coincidência as eleições municipais se findaram. A campanha eleitoral pelas bandas de cá acabaram e o queridinho Serra sucumbiu. Coincidência nosso Eminente relator e Salvador da pátria, Joaquim Barbosa programou seu afastamento médico para depois das eleições. Coincidência, esse mensalão foi julgado no período de campanha eleitoral.

Coincidência?

Enquanto isso nossa mídia insiste no quem é melhor: Obama ou Romney?

Globo contra-ataca para cima de Collor. O nível tá baixo.

Como há 20 anos.

A Globo repete as velhas práticas e parte pro ataque contra Collor, novamente. O Senador é voz constante contra esta velha mídia durante os trabalhos da CPI do Cachoeira. Collor é um dos poucos que defendem a ida de Policarpo Junior, o editor-chefe da Veja que é amigo de Cachoeira, à CPI.

Por conta disso, colocaram agora Rosane na TV, repetindo o gesto da Veja que colocou Pedro Collor  20 anos atrás no esquema.

Logo Rosane que a Globo

Tudo isso para calar Collor no Senado.

Para calar quem se rebele contra o PiG, onde seja.

Esta é a forma deles operarem.

Só não conseguiram calar Lula.

Leia também:

O discurso de Collor que motivou a retaliação da Globo – Luis Nassif

As relações íntimas da Chevron e a Rede Globo.

Você está achando estranho a cobertura do mega vazamento de petróleo pela Chevron na Bacia de Campos?

Você acha que a grande mídia está aliviando para a petroleira americana?

O que você acha do fato do representante da empresa dá uma declaração em inglês?

E do fato de apenas uma emissora conseguir uma entrevista exclusiva e essa mesma emissora viajar no helicóptero patrocinado pela Chevron?

Tudo isso é muito estranho e não para por aí.

A Chevron estaria mentindo descaradamente para as autoridades brasileiras quando declara que estava agindo para estancar este vazamento. Também há suspeitas que a mesma Chevron estava tentando chegar no pré-sal sem o consentimento e o conhecimento por parte do Governo.

Aliado a isso tudo há suspeitas que os vídeos apresentados haviam sido editados.

Você sabia disso?

Isso não sai no JN. Nem é uma vergonha para Casoy, nem é motivos para sátiras de Jabor, como também comentários ácidos de Waack.

Estão aliviando demais para Chevron e não vai demorar para jogarem a culpa para Dilma, ou até mesmo Lula.

Olhem o que o âncora da Band, Ricardo Boechat, acha disso tudo.

Leia também:

Escândalo Chevron: mentiras, multas irrisórias, politização e pré-sal – Carta Maior

Chevron é condenada por crime ambiental no Equador em ação assinada por 30 mil pessoasHora do Povo

#ForaChevron

FAB responde ataques do PiG.

A missão era clara, atacar o novo ministro Celso Amorim e lamentar a saída do traíra Jobim. E o assunto escolhido foi qual? Caos aéreo.

E mais uma vez os “principios editoriais” propagados pelos Marinhos foram postos em cheque.

Onde já se viu combinar Isenção, Responsabilidade e Correção com Organizações Globo. Nunca andaram juntos, nem por um segundo.

O velho Roberto deve estar rindo disso tudo, onde quer que ele esteja. Ao lado de Médici, Geisel, Figueiredo e ACM.

Nota Oficial – Esclarecimentos sobre reportagem do Fantástico exibida em 07/08/2011

O Comando da Aeronáutica repudia veementemente o teor da reportagem do jornalista Walmir Salaro, levada ao ar no Fantástico deste domingo, sete de agosto, e no Bom Dia Brasil desta segunda-feira, oito de agosto.

A matéria em questão parte de princípios incorretos e de denúncias infundadas para passar à população brasileira a falsa impressão de que voar no Brasil não é seguro. A reportagem contradiz os princípios editoriais da própria Rede Globo ao apresentar argumentos com falta de Correção e falta de Isenção, itens considerados pela própria emissora como sendo atributos da informação de qualidade.

O jornalista embarcou em uma aeronave de pequeno porte (aviação geral), que tem características como nível de voo, rota, classificação e regras de controle aéreo diferentes dos voos comerciais. A matéria trata os voos sob condições visuais e instrumentos como se obedecessem as mesmas regras de controle de tráfego aéreo, levando o espectador a uma percepção errada.

O piloto demonstra espanto ao avistar outras aeronaves sobre o Rio de Janeiro e São Paulo, dando um tom sensacionalista a uma situação perfeitamente normal e controlada que ocorre sobre qualquer grande cidade do mundo. Nesse sentido, causa estranheza que a reportagem tenha mostrado a proximidade dos aviões como algo perigoso para os passageiros no Brasil. As próprias imagens revelam níveis de voo diferenciados, além de rotas distintas.

Além disto, o piloto que opta por regras de voo visual, só terá seu voo autorizado se estiver em condições de observar as demais aeronaves em sua rota, de acordo com as regras de tráfego aéreo que deveriam ser de seu pleno conhecimento. Mesmo assim, o piloto receberá, ainda, avisos sobre outros voos em áreas próximas.

Foi exatamente o que ocorreu durante a reportagem, que mostra o contato constante dos controladores de tráfego aéreo com o piloto. Desde a decolagem foram passadas informações detalhadas sobre os demais tráfegos aéreos na região, sem que houvesse qualquer perigo para as aeronaves envolvidas.

A respeito da dificuldade demonstrada em conseguir contato com o serviço meteorológico, é interessante lembrar que há várias frequências disponíveis para contato com o Serviço de Informações Meteorológicas para Aeronaves em Voo (VOLMET), que está disponível 24 horas por dia em todo o país. Além destas, há frequências de ATIS (Serviço Automático de Informação em Terminal) que fornecem continuamente, por meio de mensagem gravada e constantemente atualizada, entre outros dados, as condições meteorológicas reinantes em determinada Área Terminal, bem como em seus aeroportos. Como, aliás, é o caso da Terminal de Belo Horizonte, incluindo os aeroportos da Pampulha e de Confins.

(mais…)

A Globo e seus “princípios editoriais”.

O que deu na Globo?

Produzir um documento que “norteará” todas redações da Organização (gangue) em pleno século XXI. Todos sabemos quem norteia os jornalistas, editores e chefes de redação.

Realmente querem saber como se faz Jornalismo nas Organizações ( Gangues) dos Marinhos.

Perguntem ao ex-General Medíci, um dos mais linha-dura do período da Ditadura Militar o que ele achava do Jornal Nacional.  “Sinto-me feliz todas as noites quando ligo a televisão para assistir ao jornal Nacional. Enquanto as notícias dão conta de greves, agitações, atentados e conflitos em várias partes do mundo, o Brasil marcha em paz, rumo ao desenvolvimento. É como se eu tomasse um tranquilizante após um dia de trabalho.

Perguntem como se omitiu o Comício Pró Diretas-Já com mais de um milhão de pessoas em São Paulo em 1984 alegando ser uma manifestação em comemoração ao aniversário da cidade.

Perguntem ao Brizola  sobre como a Globo quis literalmente roubar as eleições de 1982 a favor do candidato pró-militar Moreira Franco ao governo do Rio de Janeiro num escandâlo conhecido como Escandâlo da Proconsult.

Perguntem ao Collor como se manipula um debate presidencial as vésperas da eleição a favor de um candidato ao ponto desse candidato se eleger.

Perguntem a Luiz Carlos Azenha como se omitiu o acidente aéreo do avião da GOL em troca da montanha de dinheiro de um dossiê para favorecer o candidato a presidência Geraldo Alckmin em 2006, porém o dossiê que tratava da máfia das ambulâncias no Ministério da Saúde na época de Serra, este também foi ocultado.

Perguntem ao perito Molina como se transforma uma mísera bolinha de papel num gigantesco objeto pesado e cortante que atingiu o candidato a presidente José Serra.

Perguntem a Miriam Leitão como se faz para criar uma inflação ameaçadora e uma crise grandiosa que nunca chega no Brasil de hoje.

Perguntem a Ricardo Teixeira como se rouba tanto nesse país e não saí uma virgula em noticiários impressos ou televisivos. E como se compra direitos de transmissão em encontros secretos com Presidentes de Clubes de futebol contrariando sobretudo a Lei.

As pessoas cansaram do jornalismo global, não transmite mais confiança e são objetos permanentes de chacota de veículos dito independentes. A internet hoje oferece uma infinidade de alternativas para informação.

Nesse caso muitos blogs constituem um importante papel no sentido de filtrar o que de enviesado e parcial é repassado na TV ou outras mídias, e oferecem opiniões diversas e ponto de vistas contraditórios. O que claro, engrandece a informação e tira o antigo papel soberano dos Grandes Veículos.

A Globo não mudou e nunca mudará. Sempre agirá a favor de seus interesses. A informação está em segundo plano, em primeiro a vontade dos acionistas.

Quem apoiou o Golpe de 1964 jamais pode falar em Isenção, Credibilidade, Democracia e sobretudo em Bom Jornalismo.

Por isso mesmo usei esses “principios editoriais” da Globo para servir de privada para meus cachorros.

Hasta la vista baby.

Recomendo:

2006: Como a Globo ajudou a levar para o segundo turno – VioMundo

JN esconde protesto a Serra. Começou o segundo turno

 

%d blogueiros gostam disto: