Sinesio Pontes Blog

Início » Posts etiquetados como 'Política'

Arquivo da tag: Política

Agora é Oficial.

Se antes era motivo para tirar sarro, agora é oficial. A Câmara de Deputados aprova mudança no Regimento que determina que votações no plenário sejam realizadas apenas nas terças, quartas e  quintas-feiras. Ou seja, a semana dos deputados oficialmente contém três dias. E enquanto os ilustres “matam” as segundas e sextas, nós trabalhadores precisamos cumprir 44 horas de trabalhos semanais.

O projeto de redução da jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas está nesse mesmo Congresso desde 1995. E o descaramento dos “ilustres” desde sempre.

 

Leia também:

Câmara aprova projeto que encurta semana de trabalho de deputados – Estadão.

Jornada de 40 horas semanais: 229 deputados a favor, 116 contra – G1

Anúncios

Dilma, popularidade esmagadora.

Contra fatos não há argumentos.

Bye bye tucanalhas 2014.

CNI/Ibope: popularidade de Dilma cresce para 77%

A popularidade da presidenta Dilma Rousseff aumentou cinco pontos percentuais, passando de 72%, em dezembro de 2011, para 77%, em março de 2012. Os dados fazem parte da pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope, divulgada hoje (4).

O percentual de pessoas que confiam em Dilma subiu de 68% para 72%, no mesmo período. Já a parcela da população que considera o governo ótimo ou bom manteve-se estável em 56%.

A pesquisa da CNI/Ibope ouviu 2002 pessoas em 142 municípios entre os dias 16 a 19 de março. A margem de erro é 2 pontos percentuais.

 

*Com informações da Agência Brasil

Jaqueline Roriz absolvida na Câmara. Vergonha Nacional

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão.

O que aconteceria se você embolssasse dinheiro público, guardasse na bolsa e todo o Brasil assistisse? Com certeza haveria Promotores e Promotores, Juízes e Juízes lhe enquadrando.

O presídio seria seu novo lar e ver o sol nascer quadrado seria sua diversão. Toda essa mazela se aplica a nós, cidadãos comuns. A Lei no Brasil tem destino certo, Preto, pobre e puta. Nada mais.

O Congresso Nacional envergonhou todo o país ao absolver a  Jaqueline Roriz DEM-DF, que foi filmada embolsando dinheiro de propina. Engraçado que a defesa se baseou no fato da dePUTAda não possuir cargo público quando da ocorrência dos fatos, ou seja, apaga-se tudo quando se põe os pés na Câmara. É liberado para cometer qualquer crime desde que se eleja a algum cargo público e pronto, ABSOLVIDO.

Mas não é de estranhar que Jaqueline Roriz esteja envolvida em roubalheira, a culpa está no DNA. Filho de peixe já sabe né. E a “ilustre” dePUTAda faz bem as honras da família e superando o mestre, o ficha-suja Joaquim Roriz, não precisou renunciar.

Nossos “ilustres” deputados legislaram em causa própria. Ninguém ali queria dar tiro no pé e provocar uma jurisprudência para se julgar perda de mandato por conta de ilícitos passados. Pois se julgassem todos os criminosos daquela casa, sobraria o mínimo para uma partida de dominó.

Tudo feito sobre a cortina do “Voto Secreto”.

Daí pergunto: Porque o Voto precisa ser secreto? E vou mais além: Porque ainda existe Voto Secreto no Congresso Nacional?

Às luzes da Democracia, nós cidadãos comuns somos taxados de imbecis ao permitirmos mais esse absurdo.

Daqui a pouco vão mandar soltar outro “ilustre” que mandava serrar suas vítimas.

Viva o Brasil.

Leia também:

“265 políticos corruptos solidários à Jaqueline Roriz” – JB

Marina Silva e sua saída do PV.

Coerência ou Falta de poder?

Assim como em 2009, quando saiu do PT, a ex-senadora e candidata a presidência Marina Silva se despediu do Partido Verde. O motivo todos sabemos, procura por poder.

No PV, Marina não conseguiu desbancar José Luiz Penna que continuou dando as cartas no partido, com isso pediu o boné e fundará seu partido para mandar e desmandar (o que ela queria desde a época de PT).

E cadê a tão propagada coerência?

Quando deixou o Ministério do Meio Ambiente, o motivo alegado foi a tal coerência com seus princípios. Durante a campanha foi o mesmo discurso de coerência. Mas os últimos acontecimentos justamente provaram o contrário e demonstram que seus 20 milhões de votos conquistados só foram possíveis porque se sustentaram numa plataforma que na verdade nunca existiu.

Marina Silva repete o gesto de pessoas como Gilberto Kassab que só se interessam pelo poder e não estão dispostos ao debate. Preferem fundar mais um partido do que melhorar os que já existem.

Amigos navegantes, imaginem se ela fosse eleita Presidenta?

Leia também:

Marina Silva oficializa saída do PV. Jornal Floripa

Marina Silva deverá sair do PV. | Sinesio Pontes Blog

É chegada a hora, Marina. | Sinesio Pontes Blog

O que fizeram com você, Marina? | Sinesio Pontes Blog

Nascimento não é Palocci.

E a cena se repete.

Em menos de seis meses, o Governo Dilma já acumula 02 escândalos. O primeiro derrubou Palocci, o mentor de Dilma e agora o Ministério dos Transportes com o já conhecido Alfredo Nascimento em companhia de Valdemar Costa Neto.

De acordo com as denúncias, o esquema de corrupção implantado no Ministério é gigante e pelo jeito não é recente.

Diferente de Palocci que era o queridinho do PiG, Nascimento não terá vida fácil daqui pra frente e já pôs as barbas de molho. Dilma já exonerou quatro diretores de confiança do Ministro e apenas o sustentou com um objetivo. Não de salvá-lo mas sim dele assumir a culpa para ele isentando, claro, o Governo dessa questão. Além do mais o PR é muito importante no Senado como na Câmara.

Amigos navegantes não demorará para Nascimento cair, quem será a bola da vez?

Será vetado, garante Planalto.

Dilma não está nada satisfeita com a aprovação na Câmara do novo código florestal. Principalmente alguns pontos como anistia dos desmatadores e a proposta que tira do governo federal a exclusividade de regulamentar o uso de áreas de preservação permanente.

Esta última proposta veio do PMDB, partido do vice.

Agora o Governo fará de tudo para modificar o texto no Senado e caso não consiga, Dilma utilizará o poder do Veto.

Amigos navegantes 56 milhões de votos não foram à toa.

Leia também:

Dilma irrita-se com Código Florestal e promete veto – Rede Brasil Atual.

Bolsonaro adora os holofotes.

Não estranharei se ele estiver no próximo BBB.

Bolsonaro continua aprontando no Congresso. Ao invés de defender seu ponto de vista na tribuna, que é o real papel de um deputado, ele parte para o escracho mais uma vez,  exibindo sua “cartilha” em quanto a senadora Marta Suplicy PT-SP concedia entrevista no Congresso.

O gesto de Bolsonaro logo foi repreendido pela senadora Marinor Brito PSOL-PA, que com um tapa tentou retirar das mãos do deputado tal panfleto, além de chamá-lo de “homofóbico” e criminoso.

Está mais do que provado que Bolsonaro adora as câmeras.

Quando todos já haviam esquecido sua lamentável atuação racista no CQC, ele reaparece causando esse estardalhaço.

Onde estava Bolsonaro e a “bancada evangélica” quando o Supremo votou por 10 a 0 a favor da união homoafetiva?

Por que não mostraram os panfletos quando os magistrados externavam seus votos?

Amigos navegantes, ele almeja os quinze minutos de fama.

Já conseguiu.

Leia também:

Luther King, Obama e Bolsonaro.

Bolsonaro volta a fazer panfletagem antigay e bate boca com parlamentares. – Carta Capital

Marinor entra com representação contra Bolsonaro na Procuradoria do Senado. O Globo.

%d blogueiros gostam disto: