Sinesio Pontes Blog

Início » Posts etiquetados como 'São Paulo'

Arquivo da tag: São Paulo

Começou a campanha.

Serra prometeu que cumpriria o mandato de prefeito em 2004;

Não cumpriu.

Serra prometeu que não sairia do Governo pra ser candidato a Presidente;

Não cumpriu.

Serra prometeu que não privatizaria se fosse eleito Presidente;

Não ganhou.

A rapaziada se ligou na lorota.

Agora mais uma vez já promete novas e novas.

Surgiu como o candidato preferido do PiG. O DataFalha o colocou nas alturas mais uma vez. O mesmo repertório de 2010 e olhe que nem começou a baixaria.

Ainda.

Este blog sujinho se orgulha do fato de se opor a tucanalhice em SP. #ProntoFalei.

Rombo milionário do Metrô de SP é desprezado pelo PiG.

O PiG esconde, nós mostramos.

O buraco é mais embaixo.

A Justiça de São Paulo determina paralisação das obras do Metrô de São Paulo após indícios de fraude, enquanto no PiG nenhuma linha, nenhum minutinho nos telejornais.

Para quem não lembra, o resultado da licitação para a construção da linha 5 foi divulgado por um jornalista meses antes de acontecer.  Óbvio que ocorreu favorecimento e o preço foi maior do que deveria.

O Governador da época era Serra e por isso que o PiG simplesmente despreza.

Amigos navegantes o único partido de oposição no país e o PiG (Partido da Imprensa Golpista)

Após notificação, Metrô determina paralisação de obras em SP

21 de novembro de 2011 20h41

Após notificação da Justiça, o Metrô de São Paulo determinou nesta segunda-feira a paralisação das obras da Linha 5-Lilás. Segundo a assessoria de imprensa da companhia, foi emitida carta às construtoras envolvidas no projeto para que os trabalhos fossem interrompidos.

Na última sexta-feira, a juíza Simone Gomes Rodrigues Casoretti, da 9ª Vara da Fazenda Pública, determinou o afastamento do presidente do Metrô, Sérgio Henrique Passos Avelleda, e a suspensão dos contratos de extensão da Linha 5-lilás (lotes 2 a 8), devido a supostas fraudes em licitação de R$ 4 bilhões e danos aos cofres públicos.

A assessoria destacou, porém, que somente o Metrô foi notificado, não a Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos. Assim, Avelleda permanece no cargo, já que seu afastamento tem de ser feito pelo órgão estadual. O Metrô informou, ainda, que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) já entrou com recurso no Tribunal de Justiça contra a medida.

De acordo com o secretaria, a medida de prosseguir com a assinatura dos contratos para a extensão da Linha 5-Lilás foi tomada “após amplo processo administrativo” que não apontou indício de nenhuma irregularidade. Reportagem da Folha de S.Paulo acusa o Metrô de favorecer empresas em licitação.

Em seu despacho, a juíza Simone Gomes Rodrigues Casoretti disse que a paralisação das obras é necessária para resguardar o patrimônio público. “Eventual atraso na conclusão de tal linha do Metrô não será tão desastroso do que a continuidade de uma fraude”, sustenta a magistrada.

Segundo a juíza, houve um acordo entre os participantes da licitação para favorecer algumas empresas, elevando os valores que deveriam ser pagos pelo contrato. “A notícia da antecipação do resultado da licitação para os lotes 2 a 8 demonstra, sem sombra de dúvidas, acerto prévio entre os consórcios vencedores, em nítido prejuízo à Administração Pública, com a omissão do réu, Sérgio Avelleda que deveria ter determinado a invalidação do certame.”

José Serra, nem para síndico.

O pior é a risadinha, né Aleluia.

Definitivamente José Erra está no seu inferno astral. Depois de perder as eleições e ainda levar uma tremenda “bolinha de papel” na testa, (que quase lhe causou afundamento do “oco” cérebro) o nosso vampiro vem passando por algumas provações.

Quase ficou sufocado na Beatificação da Irmã Dulce. (Aqui na Bahia especula-se que ele ter se salvado foi um novo milagre da Irmã Dulce)

Perdeu a Presidência do PSDB (de novo), Perdeu a Prefeitura de São Paulo (e não foi na eleição) e perdeu o ITV para o cacique também desempregado Tasso Jereissati.

E o pior de tudo, ninguém liga mais para o que ele fala.

Amigos navegantes, esse aí só com um cordão de Alho e uma Bala de prata.

Alckmin corta Bolsas de cursos de idiomas para alunos da rede pública.

O PiG esconde, nós mostramos.

Muy amigos.

O Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin – PSDB, acabou com um dos projetos do seu antecessor Serra, que consistia no pagamento de bolsas de estudos de Idiomas para alunos da Rede estadual de ensino estudarem em instituições privadas, aos moldes do ProUni.

É importante salientar que o aumento dessas vagas foi uma das promessas de campanha tucana, para ganhar as eleições em São Paulo.

É o choque de gestão do PSDB.

Leia também:

Choque de gestão tucano em SP. Indicado de Alckmin é condenado pelo TJ.

Extraído da Folha

Alckmin corta aulas da rede pública em escola de idioma

Tucano encerra projeto criado por Serra que atendeu a 80,8 mil alunos em 2010

Cursos nos centros da própria rede, afirma a secretaria, serão ampliados, mas não existe prazo para isso

FÁBIO TAKAHASHI
DE SÃO PAULO

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) acabou com o programa criado por seu antecessor, José Serra (PSDB), que oferecia aulas extracurriculares de idiomas em escolas privadas a alunos da rede estadual. Em 2010, haviam sido atendidos 80,8 mil alunos.

Além das aulas regulares de inglês e espanhol, alunos das escolas estaduais podiam fazer cursos extras de idiomas na rede particular, por meio de uma bolsa concedida pelo Estado, ou em centros de idiomas que existem na própria rede pública.

Para a atual Secretaria da Educação de SP, os cursos em seus próprios centros de idiomas (que hoje atendem a 58 mil alunos) são mais baratos, têm evasão menor e, por isso, serão ampliados.

Por enquanto, os 80,8 mil alunos que fizeram os cursos na rede particular estão sem aulas desde o início do ano. (mais…)

Propinoduto dos Metrôs de SP e do DF.

Abriu-se a caixa de pandora do propinoduto dos Metrôs de SP, de Serra, e do DF, de Arruda. Testemunha revelou dados comprometedores sobre o esquema praticado pelos tucanos e Demos.

O PiG abafou essa notícia que só foi compartilhada pelos “blogs sujos” e pela Record/R7.

Alguém achou que esqueceríamos impunes de Paulo Preto. Só quem esqueceu dele foi Serra durante a campanha.

Alckmin quando perguntado, revelou não saber de nada. Ele só lê e assiste PiG.

Nós não.

Leia também:

PiG: Show de desinformação
Testemunha desvenda esquema de propina do Metrô de SP e do DF

Choque de gestão tucano em SP. Indicado de Alckmin é condenado pelo TJ.

 

O lobo tomando conta dos carneirinhos.

A educação de São Paulo está em boas mãos, assim como todo o Estado de São Paulo.

O responsável pelo Fundo Educacional do estado, José Bernardo Ortiz, que gere um orçamento de R$ 2,5 bilhões, foi condenado pelo TJ por fraude em contratação e improbidade administrativa.

Engraçado que o mesmo Ortiz culpa o Ministério Público por seus processos. Um digno CARA-DE-PAU.

Esse é o jeito tucano de governar. É o choque de gestão que Alckmin prometeu para o Brasil em 2006.

Ainda bem que nos livramos desse mal. Tanto de Alckmin como de Serra.

Amigos navegantes isso não sai no JN.

 

Extraído do PiG

Indicado de Alckmin e condenado pela Justiça, Ortiz culpa MP

“É bonito para o Judiciário bater em prefeito”, reclama o novo presidente do FDE, que responde a dez processos, oito deles por improbidade administrativa

Condenado por improbidade administrativa em primeira instância, o novo presidente do Fundo de Desenvolvimento da Educação (FDE) de São Paulo, José Bernardo Ortiz, segue na equipe de Geraldo Alckmin. Ortiz foi empossado na última quarta no cargo, cobiçado tanto pelo peso político quanto pelo orçamento de 2,5 bilhões de reais. Nesta quinta, ele se defendeu em entrevista ao site de VEJA das dez ações a que responde na justiça, oito delas com base na Lei da Improbidade. Para Ortiz, é tudo culpa da Justiça. “Como um administrador, que, premido pelas circunstâncias, tem que dar uma solução a um problema, vai ser julgado por alguém que nunca teve esse problema?”, questiona. “O promotor que me acusa não entende nada de administração pública.”

Em uma das ações, Ortiz foi condenado em primeira instância por “ferir os princípios constitucionais da moralidade e impessoalidade” ao contratar servidores sem concurso público. Em 1996, quando era prefeito de Taubaté, ele contratou funcionários para um pronto-socorro municipal recém-inaugurado na cidade sem realizar concursos. Ortiz alega que foram apenas cinco médicos, substitutos de outros que pediram demissão enquanto o hospital era construído.

(mais…)

A fila andou.

Como já estamos em clima de carnaval, resolvi postar um vídeo com uma música interpretada por um dos ícones da música baiana, Chiclete com Banana.

Tudo isso para homenagear nosso querido Zé Serra.

Segundo o Presidente do PSDB Mineiro, “A Fila andou para Serra”

Leia Também Nova crise no PSDB.

Extraído do R7
publicado em 28/01/2011 às 08h49:

Tucano mineiro diz que “fila andou” para Serra

Narcio Rodrigues defende fim ao continuísmo na cúpula do PSDB

 

Um dos principais aliados do senador eleito Aécio Neves, o secretário de Ciência e Tecnologia de Minas Gerais e presidente do PSDB estadual, Narcio Rodrigues, parafraseou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) para jogar ainda mais combustível na fogueira em que se transformou a disputa pelo comando nacional do PSDB.

Nesta quinta-feira (27), durante visita à Unimontes (Universidade Estadual de Montes Claros), Narcio provocou o ex-governador de São Paulo José Serra ao dizer que a “fila andou”.

O tucano paulista tenta manter seu poder no PSDB ao reivindicar o lugar do senador Sérgio Guerra (PE) na presidência do partido.

Ao lado de interlocutores do atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, aliados de Aécio Neves costuram uma operação para fechar as portas do comando do PSDB para Serra. Derrotado na corrida presidencial, o tucano paulista manifesta interesse pela direção da sigla para se manter em evidência.

Alckmistas e aecistas teriam liderado abaixo-assinado pela recondução de Sérgio Guerra à presidência do partido, na eleição marcada para maio. Admitindo não ter consultado Serra sobre o assunto, Sérgio Guerra nega ter participado da elaboração do documento idealizado por senadores do PSDB. (mais…)

%d blogueiros gostam disto: