Sinesio Pontes Blog

Início » Posts etiquetados como 'Terrorismo'

Arquivo da tag: Terrorismo

A Ultra-direita disfarçada (ou não) no Brasil.

Algumas pessoas se prevalecem da Liberdade de expressão para expor suas ideologias facistas. Trata-se de um discurso que ataca o atual sistema e destaca posições racistas, preconceituosas e homofóbicas. Se blindam por ideologias muitas vezes religiosas ou sociais.

Vejam como está tão presente no nosso cotidiano que frequentemente negligenciamos esses movimentos. A Alemanha no ínicio dos anos 30 também negligenciou.

Yes, nós temos facistas.

Um ilustre representante do povo, usando sua Liberdade de expressão.

Boris Casoy e sua maneira exemplar de se referir aos garis.

Yes, Nós somos homofóbicos.

Jornalista do SBT conclamando pelos militares.

Luiz Carlos Prates, o que odeia pobres, com nostalgia da Ditadura.

Fonte: Blog Comunistas

Ultra-direita mata na Europa. E no Brasil também.

Não se engane com uma figura como essa.

 

Enganou-se quem achava que o responsável pelo massacre de Oslo usava turbante, possuia barba grande e propagava o Alcorão. Loiro, cristão, racista, islamofóbico e de ultra-direita, essas são características do terrorista norueguês Anders Behring Breivik, que atentou contra a vida de centenas no último ataque na Noruega.

É crescente o movimento de ultra-direita na Europa, e sobretudo no Brasil que se acostumou a “copiar” os moldes do Velho Mundo. Quem já esqueceu do discurso nacionalista e racista de Hitler?

O século XX foi marcado por duas grandes guerras, e foi na 2ª Guerra que o mundo pôde ver até que ponto chega a maldade do ser humano, até que ponto o desejo de supremacia racial é capaz de aniquilar. Por algum tempo grupos neo-nazistas foram combatidos, porém recentemente tais grupos tomam voz, espaço e já ocupam Governos.

E no Brasil?  Será que estamos livres?

No Brasil, vivemos por mais de 20 anos sob Ditadura Militar. Um regime autoritário que torturou e matou milhares, com a desculpa de livrar a Nação do Comunismo. O discurso da época muito se assemelha ao praticado por alguns hoje. A diferença está apenas na farda, não é mais necessário ser militar para ser ultra-direita. Jovens brancos, burgueses, carecas, racistas, homofóbicos, cristãos, anti-islamitas ou anti-semitas se protegem sob a Liberdade de expressão para que seus anseios intolerantes sejam propagados.

Há quem tenha saudades dos anos de chumbo, há quem ache que nossa democracia é uma bagunça que precisa acabar, há quem saia nas ruas para bater em negros no Metrô, ou matar homossexuais na Av. Paulista, há quem queime índio em praça pública, há quem fale abertamente que não viajaria num avião pilotado por negro, há no Brasil especimes iguais ou pior do que esse assassino da Noruega.

A intolerância é o combustível para essa guerra silenciosa. É impossível falar em Democracia sem antes olharmos para as minorias, sem antes incluirmos, sem antes aceitarmos.

Jamais a religião, a cor ou condição social deve servir de pretexto para se fazer qualquer mal, ou qualquer gesto de discriminação. Infelizmente tivemos que assistir este massacre do outro lado do mundo, mas no Brasil as crianças daquela escola em Realengo também pagaram com a vida. Esse desejo de morte está solto como uma praga sem vacina.

Devemos usar o que temos para que o racismo, a intolerância, o preconceito não invadam nossas almas. Precisamos usar nossa voz, nossas palavras e até nossos votos para que a praga do século XX não se transforme num monstro novamente.

Amigos navegantes em que lado você está?

Continua…

Obama promete abandonar o Afeganistão. E a Líbia?

Protegendo os civis líbios de quem mesmo?

O presidente americano Barack Obama prometeu retirar a tropa  americana do Afeganistão até abril de 2012, após 10 anos de guerra contra o que chamam de “terrorismo”.

Mas porquê? A guerra acabou?

Quem saiu vitorioso?

Ninguém.

O Afeganistão passou uma década sob o julgo de uma invasão estrangeira a seu território a troco de nada. Não defendo o regime dos Talibãs, que aliás foram financiados pelos EUA, porém é inaceitável que qualquer povo ou nação do mundo esteja sob os pés da “polícia do mundo”.

10 anos no Afeganistão serviram para provar que a política americana está errada. O principal inimigo dos EUA estava escondido em um país aliado, o Paquistão, quem diria. E essas relações entre as duas nações não foram suficientes para evitar que os americanos invadissem seu território e executassem Bin Laden.

Agora planejam sair e acabar com a guerra que criaram, para quem sabe retornar em breve. Saem demonstrando a total incapacidade de acabar com qualquer célula terrorista no mundo. Saem após derrubar o regime vigente e implantarem seu governo. Engraçado que isso também havia sido feito anteriormente e os “amigos” da vez eram os talibãs e curiosamente Bin Laden.

Os Estados Unidos continuam espalhar sua máquina de guerra pelo mundo afora, e mostram seu poderio militar a quem ouse confrontar-lhes.

O que os Estados Unidos e seus aliados estão fazendo na Líbia?

Quem os americanos estão protegendo?

Kadafi sempre foi um calo no sapato dos EUA, tanto que não é a primeira vez que se tenta derrubar o regime do General.  Obama quer acabar com Kadafi, assim como acabou com Bin Laden, assim como Bush acabou com Saddam Hussein, assim como Kennedy tentou acabar com Fidel Castro, assim como acabaram com Che Guevara, Salvador Allende, João Goulart.

A campanha presidencial americana já começou e é preciso aumentar sua popularidade, para continuar seus planos infalíveis de trazer a Paz mundial. A máquina de guerra não pode parar, a América continua em crise e é preciso vender armas com petróleo barato ainda por cima. Continuam saqueando o Iraque a troco de nada, mataram Saddam e não encontraram as armas de destruição em massa.

E a Líbia? Vendem a mentira que estão protegendo a população líbia dos ataques de Kadafi. Porém nunca vimos estes ataques, vendem a ilusão que o povo quer a saída do presidente, mas não vemos isto em canto nenhum. Os protestos contra Mubarack no Egito, na praça Tahrir, foram assistidos por todo o mundo. Infelizmente o mesmo não acontece na Líbia, e mesmo assim as bombas continuam caindo vitimando na maioria civis.

Kadafi já avisou que só sai morto.

Será que durará muito?

Não sei.

Amigos navegantes quem será o próximo alvo?

Leia também:

Morte de civis na Líbia divide europeus sobre ação da Otan – Folha

Após anúncio, Obama diz que missão no Afeganistão não terminou – Terra

Kadhafi denuncia bombardeio de civis e afirma que lutará até a morte – AFP

Estados Unidos e os Direitos Humanos. | Sinesio Pontes Blog

Bin Laden is dead. | Sinesio Pontes Blog

 

%d blogueiros gostam disto: