Sinesio Pontes Blog

Primavera arábe?

Ouvia-se os gritos: "Sem partidos, Sem partidos."

Ouviam-se os gritos: “Sem partidos, Sem partidos.”

 

Em 1964 no Brasil, houve um Golpe militar que depôs o Presidente democraticamente eleito.

O povo aplaudiu.

Em 2013 no Egito, houve um Golpe militar que depôs o 1º Presidente democraticamente eleito.

O povo aplaudiu.

Em 2013 no Brasil, faltou pouco.

Se liga Brasil.

Imagina na Copa!

Proteste com moderação!!

Proteste com moderação!!

O gigante acordou.

Com certo atraso, mas com a mesma vivacidade de outros tempos.

Não se trata mais dos preços das passagens. R$0,20 a mais na tarifa não é a causa dos problemas deste país. O buraco é bem mais embaixo.

O país que sediará a Copa do Mundo no ano que vem e as Olimpíadas em 2016 carece de muitas coisas. Não precisamos de Estádios novos. Não precisamos da FIFA.  Não precisamos de Corrupção.

Precisamos de Mobilidade urbana. Nossas cidades estão inchadas e o transporte público saturado.

Precisamos de Saúde. Os hospitais públicos não dão conta e os hospitais privados caros e sem qualidade.

Precisamos de Creches.

Precisamos de Segurança pública.

Precisamos de Educação.

Precisamos de Ética.

O Brasil entendeu que nossas prioridades não estão sendo atendidas e saiu às ruas para protestar. Nossos  jovens estão nas ruas sem amarras partidárias em busca de melhorias.

E tomara que assim seja.

É preciso ouvir as vozes que vem das ruas, que vem das redes sociais.

O protesto é legítimo, e repito, independe de partidos políticos. O descontentamento é geral.

Porém é preciso avaliar todas as questões que estão por trás de movimentos como esses. Em 1964 a população também foi às ruas pela família e o resultado foi o golpe. O vandalismo presente nas ruas nos dias de hoje descaracteriza o movimento e as tentativas de invasão de prédios públicos como Prefeituras e Assembleias atentam contra a democracia.

Acenderam o pavio e não adianta soprar, porque não apaga. Esperemos agora os resultados desta bomba.

Enquanto isso, Marcos Feliciano aprovou na Comissão de Direitos Humanos o projeto de “cura gay”.

Viva o Brasil.

Faleceu o Comandante Hugo Chavez Frias.

Imagem

As 16h25 locais (18h55 horário de Brasília) morreu em Caracas o presidente venezuelano Hugo Chavez Frías, vítima de um câncer que o perseguiu desde 2011.

Está é uma enorme  perda para o povo venezuelano, sobretudo para os mais pobres.

É inegável que Chavez tenha sido, e continuará sendo, um exemplo de luta para líderes sulamericanos. É incontestável seu patriotismo e o caráter social do seu governo, que combateu o neoliberalismo e distribuiu renda.

Além de enfrentar a imprensa golpista venezuelana. Grande exemplo.

Força Venezuela.

E se fosse no Brasil?

Evento de maior audiência nos Estados Unidos, o Super Bowl, foi interrompido por 36 minutos, por conta de um “apagão”. Seria trágico, senão fosse cômico.

Engraçado que isso não repercute por aqui. A grama encharcada do Mineirão, após uma chuva torrencial na véspera da reabertura levou nossa querida mídia questionar a qualidade dos estádios para Copa.

Esses pessimistas, que Dilma se referiu uma dia desses,  se calaram diante do blackout americano.

E começaram a dança da seca.

Alguma lanterna aí????

 

Leia também:

Queda de energia paralisa Super Bowl por 36 minutos – Terra

 

De volta!

Nem faz tanto tempo assim que eu passei por aqui, mas a intensidade não era mais a mesma.

Só que agora as coisas já estão se ajeitando. Tudo voltando a ser como antes, e meu tempo para fazer coisas que gosto, aumentando.

Não na proporção que eu queria, mas tá bom.

Tanta coisa para dizer né!!!

Té mais.

Esse é o mundo que eu não quero para mim.

Nem para ninguém.

O racismo é deplorável.

O Jogador Boateng, do Milan, se enfurece com insultos racistas vindas da torcida adversária e restante do time do Milan se solidariza com o jogador ofendido.

Que a atitude destes jogadores sirvam para extermínio dessa praga nos estádios da Europa.

Chegou 2013.

Acabou 2012 e o mundo continuou.

O fim do mundo das maias não se confirmou.

E como acreditar numa civilização que não previu nem o próprio fim?

No mundo, tudo velho e usado.

Reeleição de Obama e de Chavez também.

Na Europa crise dos ricos e dos pobres.

Na vizinha argentina, Cristina aprovou la ley de los medios,

E o Uruguai, o aborto deixou de ser crime.

Por aqui teve o julgamento do mensalão e a eleição de Haddad.

Paradoxo não.

Joaquim Barbosa até virou máscara de carnaval.

Deve ser para assustar mensaleiro.

Mas assusta até deputado eleito.

Só não pode assustar a democracia.

Essa não.

Aécio Neves botou o bloco na rua,

Botaram o bloco de Eduardo Campos também,

Ele nega.

Vamos ver.

O PIB pequeno e a popularidade de Dilma alta.

Como explicar.

E quando vier o Pibão, hein?

Aí a mulher já se reelegeu.

Nesse ano que começa,

Especialistas de sempre anunciam o fim da economia brasileira.

São os maias brasileiros,

Esperando a hora de serem exterminados também.

Ha ha ha.

 

Prestigiaram este blog

  • 35,417 Visitantes.

Acessos nas últimas horas.

@sinesiopontes

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 158 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: